google-site-verification: googlea7d345fe9e2e3355.html
Inicio / Destaques / Cachaças mais vendidas na lista de ‘best-selling spirits’ do mundo

Cachaças mais vendidas na lista de ‘best-selling spirits’ do mundo

A revista Spirits Business, referência internacional do mercado de destilados, publicou nessa quarta-feira (15/07) a sua lista anual com dados de vendas do que a publicação chama de “best-selling local spirits brands“. Na lista estão inclusos dados das cachaças mais vendidas do mercado.

Os “local spirits brands” na definição da publicação baseada em Londres são categorias de destilados que são “enormes em seus países”, mas que “ainda estão por expandir seu alcance global”.

Entre as categorias nessa prateleira estão aguardientes colombianas, o pisco, rakis turcos e sojus coreanos, além, claro, do baijiu. Porém, o destilado chinês, o mais consumido do mundo, não fornece os números para a publicação.

Entre as categorias que compõem a lista dos local spirits, apenas duas conseguiram crescimento em vendas: o soju e o pisco. O shochu japonês, a cachaça e o raki tiveram certa estabilidade que, no caso da cachaça, foi com clara tendência de baixa.

O rum e a tequila, cabe esclarecer, estão entre as dez categorias consideradas “globais” pela revista. Isso se dá porque, ainda que apenas uma marca de tequila (Jose Cuervo) alcance vendas mais expressivas que as quatro cachaças mais vendidas, a categoria, por meio de dezenas de marcas e trabalho integrado, consegue alcançar muito mais mercados do que temos conseguido com a cachaça.

Cachaças mais vendidas: ausências

Duas cachaças desapareceram da lista da Spirits Business esse ano: a Velho Barreiro e a Cachaça 51.

As duas marcas estão entre os 30 spirits mais vendidos do planeta. A bebida de Pirassununga, cachaça mais vendida do mundo, pelo número de vendas reportado no ano passado (13,3 milhões de caixas), disputaria esse ano o posto de 12º destilado mais vendido do planeta com o Jack Daniel’s. A Velho Barreira (9,8 milhão de litros) brigaria pela 19ª posição com a vodca polonesa Zubrowska.

Sobre a ausência dessas duas cachaças mais vendidas da lista, a revista explica que a 51 não enviou os números por conta da pandemia. A ausência da Velho Barreiro fica sem explicação.

Inscreva-se na nossa newsletter e receba as notícias do Devotos diretamente no seu e-mail.
Enviar

A Ypióca, marca de origem cearense e hoje parte do portfólio da Diageo, maior fabricante de bebidas do mundo, reportou vendas de 4,5 milhões de caixas de 9 litros para o ano de 2019, se situando na quarta posição na lista de local spirits. O recuo em relação a 2018 é de 3,2%. Desde os 5,1 milhões de caixas reportados em 2017, a queda é da ordem de 11%.

Esse volume de vendas coloca a Ypióca como a 46ª marca de destilados com maior volume de vendas do mercado global – excetuando-se, lembrando, as marcas de baijiu, com vendas estratosféricas.

Já a Pitu teve um desempenho estável. Após vendas de 10,6 milhões de caixas em 2018, a empresa reportou em 2019 10,5 milhões de caixas comercializadas, não muito distante do seu melhor desempenho: as 10,9 milhões de caixas de 2016.

Os números garantiram à Pitu o posto de 12ª maior marca de destilados do planeta, tirantes as ausências.

Na lista de local spirits, a Pitu só ficou atrás do Jinro, o soju que vende mais que água na Coreia e em muitos outros países. O Jinro também lidera a lista geral de spirits mais vendidos do planeta da Spirits Business, com vendas reportadas de 86,3 milhões de caixas, um salto de 10,6% em relação a 2018.

Vejam os números das cachaças mais vendidas do mundo nos últimos cinco anos (em caixas de 9 litros).

Cachaça   2015 2016 2017 2018 2019  
Pitú Pitú 10.6 10.9 10.7 10.7 10.6 -0.8%
Ypióca Diageo 4.9 4.8 5.1 4.7 4.5 -3.2%
Cachaça 51 Muller 16,8 16.7 14.7 13,3 NI -9.3%
Velho Barreiro Tatuzinho 9,9 9,9 10 9.8 NI -2,00%

Se quiser acessar a lista completa, visite o site da Spirit Business.

Por Dirley Fernandes

Para ler mais notícias sobre cachaça, clique aqui.

 

Vista a camisa do Devotos

Vá a nossa loja e encomende a sua camiseta do Devotos da Cachaça. Assim, você vai estar nos ajudando a levar mais informação sobre cachaça para o Brasil e o mundo. Clique no link.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Devotos em seu e-mail

Pular para a barra de ferramentas Sair