google-site-verification: googlea7d345fe9e2e3355.html
Inicio / Destaques / Salinas não terá Festival, mas fará Feira Gastronômica e Cultural da Cachaça
Salinas. Foto: Culturamix

Salinas não terá Festival, mas fará Feira Gastronômica e Cultural da Cachaça

A Apacs Salinas (Associação dos Produtores Artesanais de Cachaça de Salinas) ajustou o calendário à crise provocada pela Covid-19. A decisão foi cancelar o Festival Mundial da Cachaça, que aconteceria em julho. No entanto, há uma ótima notícia vinda da capital do nosso destilado: a Feira Gastronômica e Cultural da Cachaça de Salinas, que estava agendada para maio e que tinha ficado ofuscada nesses tempos, pós-corona, está confirmada para esse ano.

A Feira realizada na região de cachaças do porte da Anísio Santiago e da Saliníssima não acontecerá em maio, como estava programado. Foi reagendado para outubro e tem tudo para ser bem mais atrativo para os devotos da cachaça do que o Festival Mundial.

“Com o crescimento do Festival Mundial, que é a festa mais importante da cidade, a festa ficou um pouco desvirtuada. A Feira Gastronômica é uma proposta mais adequada para a celebração da cultura da cachaça”, diz Edilson Viana, da Cachaça Premissa e membro da Apacs.

Segundo Edilson, o projeto da Feira teve a adesão em massa dos produtores da Região de Salinas e da própria cidade e contará com mais de 50 espaços de exposição. “A gastronomia será voltada para a cachaça; a decoração será temática; até a programação musical será pensada para ser um ambiente mais acolhedor para os interessados na cultura da cachaça”.

A Feira Gastronômica e Cultural da Cachaça de Salinas conquistou apoio do Ministério da Agricultura e isso é mais um motivo para realizar o evento ainda esse ano. “Não teríamos fôlego para dois eventos grandes em Salinas em um único semestre’, explica Edilson.

Festival volta em 2021

Já o Festival Mundial da Cachaça, que teria a sua 19ª edição em julho, volta no próximo ano, mas também sofrerá mudanças. “Contratamos uma consultoria para reformular o evento. O gigantismo acabou desvirtuando um pouco o propósito. Teremos que encontrar um formato que atenda a esse público mais jovem e ao pessoal mais ligado à cachaça”, diz Edilson.

O produtor da Cachaça Premissa conta que os produtores de Salinas têm sofrido o impacto da crise do coronavírus, mas não houve até agora nenhuma baixa mais grave. “O fluxo caiu significativamente e o ajuste vem sendo feito. O pessoal está tomando medidas administrativas em relação ao pessoal, com férias e redução de jornada. Chegou a haver algumas demissões. Mas ninguém teve o negócio comprometido. Agora, é esperar que possamos ter uma retomada em breve”.

Por Dirley Fernandes

Mais notícias sobre cachaça, clique aqui.

Clique nesse link para comprar a Cachaça Premissa. Nesse link, você encontra outras cachaças de Salinas para receber na sua casa.

 

Vista a camisa do Devotos

Vá a nossa loja e encomende a sua camiseta do Devotos da Cachaça. Assim, você vai estar nos ajudando a levar mais informação sobre cachaça para o Brasil e o mundo. Clique no link.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Devotos em seu e-mail

Pular para a barra de ferramentas Sair