fbpx
Inicio / Destaques / Cachaça na Praça leva marcas de oito estados para Recife

Cachaça na Praça leva marcas de oito estados para Recife

O Recife será palco, no sábado, 9 de novembro, do Cachaça na Praça, exposição de cachaças ao ar livre que tem o objetivo de “desmistificar a cachaça” para o público pernambucano, segundo um dos idealizadores do evento, Carlos Henrique Arruda, da distribuidora Santo Mé.

“A cultura que prevalece por aqui é a da cachaça industrial, queremos apresentar ao consumidor novas possibilidades”, diz o comerciante, que representa marcas de cachaça no mercado local e planeja abrir um empório em breve.

Segundo Carlos Henrique, por muito tempo, em Recife, “só havia quatro marcas de cachaças de alambique”. “Com a entrada de representantes e distribuidores novos, estamos conseguindo atrair novos produtos e trabalhando novos consumidores”, diz.

A proposta dos organizadores – o produtor cultural Jorge João Oliveira também toca o projeto, que têm o apoio da Prefeitura do Recife – é que o Cachaça na Praça se firme no calendário anual dos eventos da cachaça. “Queremos transformar o festival num alicerce para o fomento da cachaça no estado”.

logo-da-cachaça-na-praçaO local escolhido para a exposição das cachaças é a Praça Eça de Queiroz, a poucas quadras do famoso Mercado da Madalena, point cultural e gastronômico da capital pernambucana.

Pelo menos 28 marcas de cachaça já garantiram presença, com representantes de Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Goiás, Paraíba, Bahia e Alagoas, além, claro, de Pernambuco. Cada marca terá seu espaço para expor as cachaças e oferecer degustações, entre 12h e 20h.

Haverá ainda um espaço dedicado a caipirinhas – a clássica e suas variantes – e coquetelaria com cachaça, além de barracas de alimentação, Espaço Kids e uma programação musical bem simpática, compreendendo choro, MPB e forró pé-de-serra.

Ou seja, com a animação típica do pernambucano, tem tudo para ser uma linda festa para a cachaça. Carlos Henrique planeja mais adiante oferecer treinamentos para bares e restaurantes para disseminar a cultura da cachaça no Recife.

Vamos às marcas já confirmadas na praça. De Minas Gerais, teremos Tiê, Asa Branca, Ouro 1, Famosinha, Asa Minas, Raiz do Campo, Batista, Cachoeira do Carmo, Colombina e Excelência.

O time paraibano vem fortíssimo, mais ainda do que de costume: Volúpia, Gregório, Aroma da Serra, Baraúna, Matuta, Triunfo, Turmalina da Serra, Jureminha e Serra Preta.

A paulista Wiba! leva suas variedades para a Madalena, bem como a alagoana Gogó da Ema, a baiana Maria da Guarda e a capixaba Dose Clássica. De Goiás, vem a Cachaça da Posse.

E Pernambuco será representado por Sanhaçu, Triumpho e Engenho Água Doce.

A bebida mista Puro Desejo completa o time.

Para os produtores que quiserem aderir a essa iniciativa, ainda dá tempo. Podem procurar o Carlos Henrique nesse contato.

Muita cachaça boa porque os recifenses merecem. Vai ser um belo sábado na agradável pracinha.

Outro evento bacana em novembro será em Minas. É o Festival da Cachaça de São Lourenço. Leia aqui.

Um comentário

  1. Parabéns Carlos!! Parabéns por uma iniciativa onde a cachaça,a nossa bela cachaça será a anfitriã!! Vc é um gênio!!👏👏👏👏👏

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Devotos em seu e-mail

Pular para a barra de ferramentas Sair