google-site-verification: googlea7d345fe9e2e3355.html
Inicio / Destaques / Tem festa do Dia Nacional da Cachaça no Brasil inteiro. Confira!
Cartaz do Dia Nacional da cachaça

Tem festa do Dia Nacional da Cachaça no Brasil inteiro. Confira!

Por Dirley Fernandes

Para o devoto da cachaça, essa semana é como o Natal: cheia de celebrações em torno do nosso destilado. Na próxima sexta-feira, comemora-se o Dia Nacional da Cachaça e teremos eventos espalhados por todo o país no qual ergueremos um brinde a esse símbolo de um país que insiste em se manter prenhe de promessas mesmo sob nuvens as mais plúmbeas.

Vamos aqui listar algumas dessas celebrações. Antes, um breve interregno histórico.

O Dia Nacional da Cachaça – e não vai aqui nenhuma intenção de estragar as festas, por favor! – é celebrado sempre ao lado de uma informação equivocada: a de que em 13 de setembro de 1661, a operosa rainha consorte e regente de Portugal, D. Luisa de Gusmão – andaluza de nascença, aliás – teria liberado a produção de cachaça no Brasil, após uma série de restrições que vinham desde 1649 e haviam provocado, inclusive, a Revolta da Cachaça, no Rio de Janeiro.

Não é fato! Treze de setembro foi, na verdade, o dia da proibição, lá em 1649. A liberação, que veio para evitar que novas revoltas como a do Rio acontecessem nas terras d’além mar, tem data nebulosa e qualquer afirmação carece de mais fundamento documental.

Essa história toda contei nesse post aqui, que narra os episódios da Bernarda, a revolta dos cariocas de 350 anos atrás.

Agora, vamos à agenda, antes que alguém desista de celebrar.

RIO

O Cachaça Social Club, na Lapa, já abriu as celebrações. Até sábado, tem dose dupla de caipirinha, sempre preparada com a cachaça Engenho da Cana. Mas tem que gritar Viva a Cachaça para fazer jus ao desconto.

Se você está lendo na quarta-feira, pode celebrar também no Canastra Rose (Álvaro Ramos, 154), que servirá quatro drinques com Cachaça 7 Engenhos a simpaticíssimos R$ 15 cada neste 11 de setembro.

Na sexta-feira, a Cachaça Magnífica sobe o belíssimo Rooftop do Hotel Yoo2, em Botafogo, para uma noite que promete. Afinal, bartenders como Roger Bastos, que é da casa, e Léo Peralta estão escalados para preparar suas criações, tendo como base as cachaças da marca fluminense e como plus a vista para a baía da Guanabara. Os drinques terão precinho camarada. Leia mais sobre o evento, que começa às 19h, nesse post.

No sábado, a única cachaçaria tombada pelo patrimônio histórico do mundo recebe a jovem e premiada Cachaça Lagos do Vale. É no magnífico Café do Bom, Cachaça da Boa, na sofrida, histórica e resistente Rua da Carioca, no Centro. O bamba Walter Garin estará preparando drinques especiais com a cachaça de Quatis (RJ). Não dá para ser melhor.

O ápice dos festejos será no domingo, com a festa da Confraria do Copo Furado, no Parque das Ruínas, em Santa Tereza. Esse é programa imperdível.

As fluminenses Werneck, Magnífica, Tellura, 7 Engenhos, Tapinuã dos Reis, Itajoana, Barra Velha, Miracema, Lagos do Vale as mineiras Dom Bré, Colombina e Tiziu terão estandes para degustação e compras de cachaça. Thiago Pires garante a música com temas cachacísticos. E o editor do Devotos, Dirley Fernandes, apresenta o seu documentário ‘Devotos da Cachaça’ (2010), com um bate-papo. É programa para o dia inteiro.

Saiba mais sobre essa festa num dos mais belos sítios do Rio nesse post.

São Paulo

O Point dos Caldos abre na sexta-feira, às 12h, com harmonizações de panceta com cachaça. A partir de 19h, haverá degustação gratuita de três marcas paulistas: Wiba, Cachaça 51 e Gavena. Vai até 22h. Olha que lindo! É na Rua Padre Paulo Canelles, 214, na Vila Dalva.

O Movimento Viva Cachaça e a Casa 95, na Vila Madalena, apresentarão um menu harmonizado com cachaças escolhidas pelo cachaceiro e sommelier Bruno Videira e comidas de boteco preparadas por Og Dória. Vai da “branquinha” pura, passando pela amburana, o Carvalho e o bálsamo. Tudo devidamente guiado pelo cachaceiro Bruno. Saiba mais aqui.

A Rota do Acarajé, em Santa Cecília, tem celebração a semana toda, não bastasse a fartura de mais de mil rótulos de cachaça no cardápio. Fique de olho aqui.

Belo Horizonte

No almoço e no jantar do Engenho do Dedé, a degustação de cachaças é gratuita. As cachaças Dedé Prata, Dedé Carvalho e a Jambucana serão servidas em copos de meia dose para todos que forem ao restaurante comemorar o Dia Nacional da Cachaça. O Engenho fica na Pampulha (Av. Presidente Carlos Luz, 3001).

Salvador

Em Salvador, a festa é mais comprida. A Semana Baiana da Cachaça, promovida pelo Sesc, segue até sábado, com exposição e degustação de cachaças no Sesc Casa do Comércio (só até sexta) e no Sesc Pelourinho (até sábado). Veja a programação completa do grande evento nesse link.

Belém

Promover a troca de conhecimentos sobre a evolução da cana-de-açúcar e da cachaça no Estado do Pará é o objetivo da 1ª Mostra das Cachaças Paraenses, nos dias 13, 14 e 15 de setembro (sexta-feira a domingo), na Estação das Docas, em Belém. Expositores de Abaetetuba, Altamira, Belém e Ulianópolis, com destaque para a gloriosa Cachaça Indiazinha, participarão da mostra no Armazém 2, das 18 às 22 h, com entrada franca. Haverá degustação gratuita de cachaças e as bebidas compostas típicas da região, como as de jambu, bacuri e açaí.

Tem muito mais. Quem souber de outras festas, coloque aí nos comentários. Por enquanto, para todos, um feliz Dia da Cachaça!

Mais sobre a origem do Dia Nacional da Cachaça nesse post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Devotos em seu e-mail

Pular para a barra de ferramentas Sair