google-site-verification: googlea7d345fe9e2e3355.html
Inicio / Manoel Agostinho Lima Novo / Encontro de cachaciers plantou iniciativas para o futuro da cachaça

Encontro de cachaciers plantou iniciativas para o futuro da cachaça

muda

Por Manoel Agostinho Lima Novo

Itaverava foi, no último fim de semana (13  e 14 de janeiro) sede do 3º Encontro de Cachaciers. Com um final de semana repleto de palestras sobre fermentação, destilação, automação e envelhecimento na produção de cachaças, os participantes puderam enriquecer seus conhecimentos, fazer novos amigos ou rever os antigos.

O evento contou ainda com visitas ao laboratório de microbiologia da Universidade Federal de São João Del Rey – campus de Ouro Branco, ao alambique da cachaça Taverna de Minas, à Escola de Alambiqueiros Cana Brasil e à fábrica de alambiques Santa Efigênia.

Dois momentos importantes foram destaque no Encontro de Cachaciers. O primeiro foi o ato em que cada participante plantou uma muda de árvore que um dia poderá ser um barril ou tonel – este que aqui vos escreve deixou por lá uma muda de amburana. O outro ponto foi um debate sobre impostos e o combate à cachaça clandestina. Desse debate nasceu um manifesto assinado pelos participantes no qual será sugerido, via Anpaq (Associação Nacional dos Produtores e Integrantes da Cadeia Produtiva e de Valor da Cachaça) e Ibrac (Instituto Brasileiro da Cachaça), a criação de um selo e ainda a divulgação de uma campanha, na mídia, com o título CACHAÇA BOA É CACHAÇA LEGAL.

Os participantes entenderam que usar apenas os meios fiscalizadores para coibir a produção ilegal é insuficiente, dado o número de fiscais e a própria inoperância de alguns agentes. Logo, o melhor caminho é a informação ao consumidor. Nessa avaliação, a médio ou longo prazo, não haverá demanda para o setor ilegal, forçando-o a se legalizar.

Assim, digo aos leitores do Devotos da Cachaça o que repito sempre aos meus alunos Não bebam cachaça sem registro no Mapa (MInistério da Agricultura, Pecuária e Abasteccimento).

Leia mais sobre a questão da cachaça informal aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Devotos em seu e-mail

Pular para a barra de ferramentas Sair