Inicio / Direto do Alambique / Babuxca: bebida à base de cachaça capta R$ 400 mil para investir em marketing

Babuxca: bebida à base de cachaça capta R$ 400 mil para investir em marketing

A empresa é baseada em um produto com ingredientes naturais, se organiza sob as premissas de custos fixos baixos e terceirização e agora está buscando fôlego para multiplicar a aposta em Marketing. Assim é a Babuxca, que até o fim dessa semana deve conseguir captar, via crowdfunding, R$ 400 mil para financiar sua expansão.

Será mais um gol de placa de uma marca que chegou há três anos no mercado com métodos inovadores e vem emplacando um crescimento vertiginoso. A empresa fechou 2018 com 27 mil garrafas vendidas, crescimento de 145% em relação às 11 mil do ano anterior.

Tecnicamente, a Babuxca é uma bebida mista alcoólica ou um coquetel, à base de cachaça e com de teor alcoólico de 18,5% (não é uma aguardente composta, visto que essa categoria tem graduação alcoólica mínima de 38%).

A empresa começou comercializando uma mistura de cachaça, mel e limão, com a cachaça sendo fornecida pela Capuava, de Piracicaba (SP) e o envase sendo feito pela Refrigerantes Aliança, de Analândia (SP). Em 2017, dois novos sabores (frutas vermelhas e tangerina com pimenta) entraram no catálogo. E, surpreendentemente, a variedade mais picante assumiu a dianteira nas vendas.

Os três jovens sócios de jeitão hipster que tocam a empresa, sediada na capital paulista, não tinham nenhuma experiência no setor de bebidas. “Eu vim do varejo ( da multinacional Cnova, do Grupo Casino, dono do Pão de Açúcar), mas nada a ver com isso aqui. A forma de trabalhar e vender é bem diferente. Aqui é tudo mais informal. Onde eu trabalhava, todo mundo respondia e-mail”, diz Daniel Chinzon, que toca o Comercial. “A Carol (Mentlik, do Marketing) é designer e o Marcelo (Ajzen, das Finanças) é administrador, mas trabalhava na área de Energia”.

A princípio, os rapazes tentaram colocar a Babuxca em bares paulistanas, mas logo descobriram que o caminho para tornar o produto mais conhecido seria outro. “Trabalhamos com muita adega, empórios pequenos. Esse é o nosso principal canal. O pessoal não tem muito controle de estoque. A gente tem que telefonar ou não vai fazer a venda”, conta Daniel, para quem as redes grandes – como o Pão de Açúcar, que comercializa o produto deles – são “vitrines”.

Com a necessidade de investir mais em marketing para ampliar o alcance da marca, eles tiveram a ideia de captar recursos via crowdfunding (financiamento coletivo). A proposta veio depois de uma tentativa no programa Shark Tank, no qual recusaram uma proposta de R$ 250 mil por 30% da empresa.

Pelo andamento da oferta, feita por meio da plataforma StartMeUp, fizeram bem. Já atingiram R$ 388 mil e devem chegar até o fim da semana a R$ 400 mil, que equivalem a 10% do capital da empresa. “Desde que aparecemos no ‘Pequenas Empresas, Grandes Negócios’, os e-mails não pararam de chegar”, conta Daniel. A reportagem que eles estrelaram foi ao ar no domingo (31/03). “A captação começou no ano passado. Até domingo estava em 60 e poucos por cento. Agora, está em 97%”.

Um dos horizontes futuros dos três sócios é uma possível venda para uma grande empresa, o que tem potencial de elevar sobremaneira o ganho de quem acreditar na marca agora. Por enquanto, os recursos que entrarem na Babuxca serão direcionados para a área de Marketing. Para eles, na verba curta que destinam hoje a essa área está o gargalo para crescer e ampliar a presença da Babuxca – que hoje pode ser encontrada em mais de 400 pontos de venda de 15 estados, com preços em torno de R$ 45.

A grande aposta é nas degustações. O planejamento é dispender em torno de R$ 160 mil em ações nos pontos de venda estratégicos. “Nós três fizemos muitas degustações nesse tempo da empresa. Aprendemos que a degustação, apesar de não atingir muita gente, fideliza o cliente. Diferente das cachaças puras, a Babuxca, com seu teor alcoólico mais baixo, é um produto com a recorrência de compra muito grande. A garrafa acaba mais rápido”, diz Daniel.

Mais notícias sobre Cachaça, clique aqui.

4 Comentários

  1. Preço quantos sabores e frete para o rio de janeiro

  2. quero ser um imvestidor da empresa de vcs como faço pra participar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu

Devotos em seu e-mail