Inicio / Direto do Alambique / Conheça os grandes campeões do Festival Cachaças do Rio

Conheça os grandes campeões do Festival Cachaças do Rio

A primeira edição do festival Cachaças do Rio – Coquetelaria e Gastronomia, que aconteceu entre 1º e 25 de novembro, anunciou na noite de terça-feira os seus vencedores. 

O festival contou com a participação de 20 bares e restaurantes e oito cachaças fluminenses. Cada um deles preparou um drinque e uma harmonização com um petisco especialmente para o evento. A melhor notícia é que vários dos bares reportaram uma procura acima da esperada pelas duplas coquetel+petisco, sobretudo levando-se em conta que é apenas a primeira edição da iniciativa que, com certeza, se repetirá muitas vezes.

Os campeões do Festival Cachaças do Rio – Coquetelaria e Gastronomia foram revelados em festa realizada no Crab (Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro), na Praça Tiradentes, Centro do Rio.

Os eleitores foram oito jurados ligados ao mundo da cachaça e da gastronomia carioca – entre eles este editor que vos escreve. A exemplar curadoria do evento foi realizada pelo jornalista Chico Júnior, responsável pelo prêmio Maravilhas Gastronômicas do Estado do Rio. 

“O Festival cumpriu o objetivo de fortalecer o uso das cachaças na coquetelaria, valorizando os produtores de algumas das bebidamais premiadas do Estado do Rio”, ressaltou Carlos Alberto Mariz, presidente da Associação dos Produtores de Cachaça do Estado do Rio (Apacerj), que promoveu o festival. 

“Esse prêmio é muito importante e um grande incentivo para essa nova fase do Shake Speakeasy”, celebrou Walter Garin, que recentemente mudou de endereço, ampliando o seu speakeasy, que tem a carta de drinques com mais coquetéis compostos com cachaça da cidade e foi um dos premiados.

Então,sem mais delongas, vamos, por ordem alfabética, aos seis destaques, aqueles que receberam melhores notas nos quesitos em que o sabor dos drinques era aquele que tinha mais peso e a apresentação e harmonização completavam o julgamento. Cada casa vai com um link para mais informações. Boa parte delas anunciou a intenção de manter os seus drinques no cardápio.

Bazzar

BAZZAR

O drinque foi Cerrado Tônica (cachaça Da Quinta infusionada com capim limão, gengibre, chá verde e lima da pérsia, tônica, calda de

mascavo) + Escabeche de Sardinha com pimentões coloridos.


Cafe do Bom, Cachaça da Boa. Foto: Berg Silva

CAFÉ DO BOM CACHAÇA DA BOA

A casa na rua da Carioca agradou com o drinque O Bom da Carioca (Cachaça Werneck ouro, cerveja pale ale; café expresso; licor cacau; Licorelle Werneck; clara de ovo pasteurizada) + Petisco (Fatias finas de queijo emental com casca de laranja).

Sat's


GALETO SAT’S

A casa icônica da cachaçaria carioca criou o drinque Saideira (Cachaça Coqueiro Ouro, espumante, angostura, glicose, gelo e morango) + Madrugada (picanha suína, cebola, creme de cebola, limão, alho, tomilho, pimenta do reino e sal, assada na brasa.


Shake Speakeasy

SHAKE SPEAKEASY BAR

No edifício Menezes Cortes, no coração do Rio, nasceu o primoroso drinque Tommy Gun (Cachaça Magnífica tradicional, Magnífica envelhecida, suco de limão siciliano e suco de limão tahiti, suco de laranja shrub de morango, refrigerante da casa de hibisco, gengibre, pimenta Jamaica), que foi acompanhado do The Boss (mini sanduíche gourmet de costela argentina, chimichurri uruguaio, queijo prato e muçarela, no pão de malte e gergelim negro – acompanha molho caipira).


Stuzzi

STUZZI 

A casa apresentou o brasileiríssimo drinque Maria Bonita (Cachaça Tellura amburana com jequitibá rosa, monin jasmim, aperitivo italiano Cynar, Vermute seco, suco de limão Tahiti, meia folha pequena de boldo. Decorado com flor comestível) + Coxinha de polenta (coxinha de frango com catupiry, feita com polenta).


Uniko

ÚNIKO

O italiano foi destaque com o drinque Biga Cocktail (Cocktail feito de sumo de limão tahiti, duo de vermutes artesanais (bianco e de ameixa rosada), xarope de baunilha com zimbro e base consistente de Cachaça 7 Engenhos Envelhecida em barris de cerejeira. Servido em taça coupé, acompanha guarnição de pele de laranja Bahia) + Pallote Cacio e Uova (almôndegas de queijo pecorino, acompanhadas de geleia picante de tomate).

O curioso dessa lista de seis é que, apesar de justíssima, deixa de fora casas que prepararam coisas lindas e que poderiam facilmente estar entre as vencedoras – a disputa foi apertadíssima, garanto a vocês.  Essas casas precisam ser destacadas, por merecerem a visita em qualquer época do ano, casos do descoladíssimo Canastra Bar, em Ipanema, do lindo Explorer, de Santa Tereza, e do panorâmico bar rooftop do Hotel Yoo2, na praia de Botafogo. Sinal de que o festival começou com altíssimo nível. É daí para as estrelas.

O Festival Cachaças do Rio – Coquetelaria e Gastronomia é uma ação do projeto Embaixada da Cachaça, com a realização da Apacerj e Sebrae, patrocínio da Firjan e apoio da SeTur/TurisRio e do Sindbebi.  

 Saiba mais sobre o Festival Cachaças do Rio nesse post

Por Dirley Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu

Devotos em seu e-mail