Inicio / Destaques / Cachaça de Santa Catarina faz sua grande festa

Cachaça de Santa Catarina faz sua grande festa

Luiz Alves é uma cidade relativamente pequena, não muito distante de Florianópolis, Blumenau e Joinville. E foi reconhecida este ano, oficialmente, como a capital da cachaça de Santa Catarina, por ser sede de alambiques que vem desenvolvendo um belíssimo trabalho. Por isso, a edição de 2018 da Festa Nacional da Cachaça será ainda mais especial. O evento acontece no Parque de Eventos da próspera cidade, de sexta-feira a domingo (20/07 a 22/07).

Em paralelo, ocorre a Festa da Banana. A programação tem shows musicais, comida típica, competições etc… A parte que importa aos devotos, claro, é a exposição de cachaças, com direito a degustação.
cachaças Santa Catarina

Registre-se primeiro que a produção de cachaça de Santa Catarina, que é tradicional e mais do que centenária, tem passado por um belo processo de retomada nos últimos anos, com a qualificação de produtores que vêm ganhando premiações por suas cachaças, a exemplo da Bylaart, que é produzida em Braço Serafim, no município de Luiz Alves. Isso se deve em grande parte ao trabalho desenvolvido pela Apacacq (Associação Catarinense dos Produtores Artesanais de Aguardente e Cachaça de Qualidade).

Por isso, o cardápio dos expositores da Fenaca está muito bom. Estarão no evento as cachaças Aretuza, Bylaardt, Cafundó da Serra, Do Conde, Fogo da Cana, Rein, Rech, Wruck, Spezia, Xanadú, Bompani, Tessarollo, Moendão, Mourauer e Refazenda, entre outras. São esperadas 30 mil pessoas nos três dias do evento, que tem entrada franca.

Durante a festa, também haverá espaço para o II Congresso Catarinense da Cachaça, no qual serão discutidos os rumos da produção estadual e aperfeiçoado o conhecimento sobre o destilado nacional brasileiro. O evento é aberto ao público em geral. Os debates ocuparão a tarde do dia 20, a partir de 13h. Entre os expositores estão Carlos Lima, diretor do Ibrac, e Leandro Batista de Melo Silveira, presidente da Acapacq.

Leandro, aliás, conta que Santa Catarina tem hoje 42 produtores formalizados de cachaça e pouco mais de 1 mil informais, que a associação busca trazer para a legalidade. Ele diz que o diferencial da cachaça catarinense é o “estado abençoado”. “A variedade de clima, com as quatro estações bem definidas. E a pluralidade do nosso povo… os europeus trouxeram boas práticas no jeito de fazer”.

Fenaca

Parque de Eventos de Luiz Alves-SC

De 20 a 22/07

Entrada gratuita

Sexta: 19h à 0h; sábado: 10h à 0h e domingo, de 10h às 21h.

II Congresso Catarinense de Cachaça de Qualidade

Parque de Eventos de Luiz Alves-SC

20/07

13h às 17hs

Leia mais sobre a cachaça de Santa Catarina aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu

Devotos em seu e-mail