Inicio / Destaques / Rumo à Cúpula da Cachaça! Ranking começa amanhã. Veja como funciona

Rumo à Cúpula da Cachaça! Ranking começa amanhã. Veja como funciona

Por Dirley Fernandes

Daqui a algumas horas, esse redator embarca para mais um encontro da Cúpula da Cachaça. Será a sexta vez que esse grupo de profissionais com extensa folha de serviços prestados à cachaça se reunirá. E, pela terceira vez, a tarefa é finalizar o longo processo do Ranking Cúpula da Cachaça, uma maratona à qual dedicamos boa parte do nosso tempo durante alguns meses, a cada dois anos.

Na sexta-feira (26/01), às 11h, os 12 ‘cúpulos’ efetivos (o 13º, o mestre Peter Armstrong, é honorário e está liberado da tarefa) estarão reunidos em torno da grande mesa da Cachaçaria Macaúva, em Analândia (SP). É o mesmo local em que, desde janeiro de 2013, nos reunimos para as longas sessões de discussão e degustações em torno do destilado nacional brasileiro.

Como sempre me perguntam, em especial nessas semanas que antecedem o momento da degustação às cegas, vou contar para vocês um pouco sobre como a coisa toda se desenrola.

Onze horas de sexta. Esse é o horário em que está previsto que seja servida a primeira bateria das 50 cachaças – selecionadas por um painel de 47 especialistas de várias formações e origens – que ranquearemos. Cada uma das dez baterias terá cinco ou, no máximo, seis cachaças, que serão servidas em sequência, em garrafas padronizadas e identificadas apenas com um número.

 

ranking cúpula da cachaça 2
Garrafas prontas para a degustação, Foto: Mateus Verzola

Nesse momento, o conteúdo das garrafas originais já terá sido transladado para as garrafas numeradas por uma equipe de apoio. Essas garrafas, padronizadas, já estão, a essa altura, higienizadas e secas a espera do precioso líquido que irá recheá-las. É um trabalho que se realiza em recinto separado, sem a presença dos cúpulos e sob o testemunho da imprensa – entre outros veículos, o jornal Estado de S. Paulo.

As baterias de degustação duram cerca de 15 minutos. Depois, segue-se um período de descanso de algo em torno de meia hora. Durante a degustação, o silêncio é a regra – não exatamente um silêncio sepulcral, sempre há algum comentário que não se refere à cachaça provada, especialmente daqueles que terminam a degustação de cada dose e distribuem suas notas mais rápido do que os outros – este redator, por exemplo, é dos que mais demoram, torturado pelo desejo de ser o mais justo possível ao deitar cada número no papel.

Mas se algum burburinho se levanta durante a degustação ou alguém ousa deixar escapar algum comentário, mesmo que apenas para si, sobre qualquer cachaça é interrompido por uma sinfonia de shhhhhhssss. A Cúpula da Cachaça, que, nas horas vagas, pratica com muito afinco, a saudável prática do bullying interno, no momento da degustação assume a disciplina como um compromisso.

 

ranking cúpula da cachaça 3
Cúpulos avaliando uma amostra. Foto: Mateus Verzola

Durante o período de degustação, a Cachaçaria Macaúva permanece fechada para hóspedes. Apenas os 12 cúpulos efetivos e o estatístico encarregado de aplicar às notas dos jurados os princípios da média ponderada ocupam os quartos da pousada anexa ao estabelecimento. Tudo para que possamos nos concentrar no nosso trabalho.

A degustação é feita em taças ISO e, durante as baterias, bebemos água e pão neutro, apenas. A amostra servida de cada cachaça equivale a algo em torno de 30 ml (a taça tem 220 ml de capacidade). Os quesitos para os quais os cúpulos dão notas são reunidos em quatro grandes grupos (visual, olfativo, paladar e final).

Entre os quesitos do grupo Final há um particularmente importante: Personalidade. É, sobretudo, nesse quesito que os cúpulos, todos degustadores com alguns milhares de doses provadas ao longo de décadas de dedicação ao destilado nacional, depositam as notas para as cachaças que revelam algum diferencial eventualmente não captado com precisão pelos outros quesitos.

Uma cachaça que se dedique a ser “perfeita”, mas que não apresente um toque surpreendente nas sensações que provoca, uma característica que a destaque das demais, será penalizada nesse ponto. Em outros termos: não basta não ter defeitos, é preciso revelar qualidades para ser bem avaliada pelo conjunto dos cúpulos.

Ao fim de cada bateria, as taças são recolhidas pela equipe de apoio, bem como as fichas de degustação onde as notas dadas aos quesitos repousam. Então, os cúpulos se espalham pela área do Macaúva, atendem o pessoal da imprensa ou simplesmente descansam. Meia hora depois, o trabalho recomeça. Em média, são duas degustações antes do almoço e três depois, até por volta de 16h.

Não é tarefa excessivamente desgastante, mas exige concentração. Há concursos internacionais que comportam baterias com até 11 amostras, totalizando mais de 50 por dia. Evitamos isso no Ranking Cúpula da Cachaça, cujas regras e procedimentos vêm sendo aperfeiçoados, mas, em essência, se mantêm as mesmas desde a primeira edição.

No fim da tarde de sábado, com uma tradicional salva de palmas, saudamos a última amostra, sempre de alguma cachaça com envelhecimento em carvalho bem marcado, já que avançamos seguindo uma sequência das brancas às envelhecidas. Naquele ponto, temos por cumprida uma tarefa dura que nos leva meses de trabalho e muitos fios de cabelos.rankiing cúpula da cachaça 1

Depois, o trabalho é do estatístico, que, após ter computado as notas, entrega o resultado ao jornalista do Paladar Estadão, que o publica na quinta-feira seguinte, em reportagens que, usualmente, ocupam duas páginas do jornal, com direito a chamada na primeira página.

Os encontros da Cúpula da Cachaça são um momento que todos esperamos ao longo do ano. Até hoje, em meio aos compromissos de cada profissional que faz parte do grupo, nunca foi registrada uma única ausência. A disciplina que mantemos na degustação sempre é compensada pela descontração das noites na Macaúva, cachaçaria com a melhor carta do nosso destilado em todo o mundo.

Ali, trocamos ideias e informações sobre cachaça, falamos da vida e degustamos mais algumas doses – sempre com parcimônia, porque o trabalho recomeça cedo no dia seguinte, até a despedida no fim da manhã de domingo. À noite, o funcionamento da casa é normal; assim, todos interagimos com a turma da região e os devotos que sempre nos visitam.

Para esse devoto, é um reencontro de amigos. Milton Lima, o anfitrião, sempre correndo de um lado para o outro; Maurício Maia com sua barba de monge da cachaça; Cesar Adames com seu jeito de professor que faz bullying com o aluno, contando histórias da Escócia e do Oriente; Leandro Batista, o rei da caipirinha, mostrando sua sede por aprender sempre mais e ainda mandando as misturas mais invocadas; o professor Leandro Marelli, sem papas na língua, arremessando o papo reto que lhe é peculiar; Manoel Agostinho Lima Novo falando pelos cotovelos e roncando à bessa (é meu companheiro de quarto); Glauco Mello narrando peripécias da implantação de uma usina de etanol na Indonésia e bulinando com todo mundo; Sidnei Maschio, o poeta que sabe o preço da arroba do boi, pitando seu cigarrinho e contando causos; o inesgotável Nelson Duarte, popular Siri na lata; Mestre Derivan distribuindo malandragem e sorrisos e Erwin Weimann, o Mestre Yoda da Cachaça, colocando tudo nos eixos com a sabedoria que os séculos lhe deram…

É um orgulho, uma responsabilidade, um privilégio e um prazer ser cúpulo. Aguenta aí que estou chegando… Cadê minha taça?

Saiba quais são as 50 cachaças do III Ranking Cúpula da Cachaça aqui.

Conheça mais sobre o que é a Cúpula da Cachaça e quem são os cúpulos aqui.

3 Comentários

  1. Eu gostaria de saber quando e como são encaminhados os votos, as indicações de cada cachaça.
    Reconheço esse ranking como um dos mais interessantes, porém, para ser democrático precisa ser mais divulgado.
    Parabéns Cúpulos.

    • Dirley Fernandes

      Caro Selito, o Ranking vem sendo divulgado há cinco meses. Tanto que atraiu mais de 43 mil votos de devotos de todo o país. Visite o site da Cúpula da Cachaça para mais informações. Um abraço!

  2. Trabalho fantástico. Devagar, ao longo dos últimos anos, a Cúpula vem ajudando de forma significativa a impor um alto padrão à nossa cachaça.
    PARABÉNS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu

Devotos em seu e-mail