Inicio / Destaques / Confraria Mineira da Cachaça junta cachaça e música excelentes em BH

Confraria Mineira da Cachaça junta cachaça e música excelentes em BH

“Sou do mundo, sou Minas Gerais…” Os versos da canção de Lô e Márcio Borges, em parceria com o grande e saudoso devoto da cachaça Fernando Brant, ecoarão certamente pelas ruas de Santa Tereza no próximo sábado.

Enquanto isso, uma turma de apreciadores locais do nosso destilado nacional estará curtindo as cachaças Terra do Ouro, salinense da melhor cepa, e Sanhaçu, a gloriosa pernambucana de Chã Grande. Que tarde promissora!

confala

 

É o terceiro Evento Aberto da Confraria Mineira da Cachaça (Confala), que acontece nesse sábado (28/10), a partir de 16h.  A sede do encontro é o bar do Museu do Clube da Esquina, na rua Paraisópolis, 738, Santa Tereza, BH.

O local é histórico. Sediava, na virada dos anos 1960-70, os encontros da turma de garotos mineiros que lançariam composições sensacionais nos anos seguintes, como a citada Para Lennon e McCartney, Nada será como antes, Trem Azul e tantas mais. Uma turma que tinha Milton Nascimento, Beto Guedes, Toninho Horta e os muitos irmãos Borges, entre eles Marilton (irmão mais velho de Lô, Márcio e Nico), que vai tocar no evento da Confala.

A entrada no evento custa módicos R$ 15 e ainda dá direito a uma caipirinha! A Terra do Ouro, que tem versões Prata e Bálsamo, e a Sanhaçu, com as versões freijó e amburana, estarão com a degustação liberada e ainda poderão ser adquiridas em garrafas que engrandecem qualquer adega do planeta. Aliás, a produtora Elk Sanhaçu estará presente, contando sobre o processo orgânico de produção dessa belíssima cachaça.

A cantora Glaw Nader completa a programação musical, com samba de raiz.

A Confraria Mineira da Cachaça nasceu com o objetivo de “difundir o consumo responsável da cachaça de alambique”. Em suas reuniões periódicas, os membros, além de degustar diversas cachaças, travam contato direto com produtos, sommeliers, pesquisadores, dentre outros. “São momentos únicos! Com muito aprendizado e diversão…sem abdicar da responsabilidade”, garantem os membros do grupo.

A Confraria também apoia a legalização dos incontáveis produtores informais de Minas Gerais, terra de onde cachaça boa jorra como um rio que entorna pelas ladeiras.

Mais informações e ingressos, leia aqui.

Sobre o encontro que vai juntar confrarias de todo o Brasil no próximo mês, leia aqui.

Um comentário

  1. Excelente matéria!…. em poucas palavras vocês conseguiram passar toda a energia e emoção que envolve eventos que exaltam elementos da nossa cultura.
    Parabéns pelo trabalho!
    Carlos de Paula
    Confala

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu

Devotos em seu e-mail