Inicio / Eventos / Cacharitiba: vai começar a grande festa da cachaça paranaense

Cacharitiba: vai começar a grande festa da cachaça paranaense

Por Dirley Fernandes

No começo era uma cachaçaria instalada no tradicional Mercado Municipal de Curitiba: a Vô Milano, aberta em 2008. Os seus proprietários, no entanto, perceberam que era preciso fazer mais: a tarefa maior era incentivar a cultura da cachaça na capital paranaense, terra das cervejas dos alemães e dos vinhos dos italianos. Assim, eles criaram o Cacharitiba, a grande festa da cachaça paranaense, que chega à quinta edição com expectativas de um público de mais de 50 mil pessoas entre a quinta-feira, 6 de outubro, e o domingo, 9 de outubro, quando a festa se encerra.

“Tudo começou com a ideia de trazermos um especialista para ministrar um curso de cachaças em Curitiba. Dessa conversa surgiu a ideia de criarmos uma espécie de feira de cachaça, onde o publico poderia ter contato direto com os produtores e com isso desmistificar um pouco o universo da cachaça”, conta Heric Girardello, da Vô Milano, idealizador do evento. Para quem nunca foi a um evento do tipo, a coisa funciona assim: os produtores expõem suas cachaças, com direito a degustação, na Praça de Convivência do Mercado. Além disso, palestras, cursos e outras atividades são realizadas ao longo do fim de semana. “A ideia deu tão certo que, a cada ano que passa, o evento cresce mais”, diz Heric.

Voltando àquele primeiro ano do Cacharitiba,em 2012. O especialista levado por Heric, idealizador da festa, foi Manoel Agostinho Lima Novo, colunista do Devotos da Cachaça. Este ano, outra grande especialista estará presente: a professora da Esalq Aline Bortoletto, que ministrará o curso  “Descoberta Sensorial da Cachaça”, no sábado, entre 14h e 17h.

Paranaenses ser rendem à branquinha
Paranaenses ser rendem à branquinha

Os produtores de cachaça em exposição serão 16, apresentando um total de 22 marcas, com suas respectivas variedades. O destaque vai para as cachaças paranaenses que fizeram bonito no II Ranking Cúpula da Cachaça – Safra 2016: a Porto Morretes Premium, que foi a campeã, e a Companheira Extra Premium, terceira colocada. A Bassi, com sua cachaça de sabor mineral, é outro alambique de destaque da terra das araucárias. Tem cachaça de outros estados também, como a gaúcha Harmonie Shnapps e a goiana Do Ministro.

Estão programadas ainda as presenças de bartenders curtibanos fazendo coquetéis com cachaça, aulas-show de gastronomia e drinques e uma degustação às cegas aberta ao público, que poderá eleger suas cachaças favoritas. Manoel Agostinho Lima Novo volta a Curitiba para uma conversa com o público.

“Estamos sempre procurando inovar e termos atrativos a mais para o evento, conseguindo projetar a marca Cacharitiba para o Brasil. Quem sabe um dia nos tornemos maiores do que a Expocachaça?”, brinca Heric, se referindo ao megaevento de cachaças de Belo Horizonte. Para o empresário, ainda há muito caminho a percorrer na valorização da cachaça. “Ela ainda é muito marginalizada, sendo tratada por muitos como sinônimo de bebida de baixa qualidade”. cacharitiba

Mas o que Heric não pode negar é que ele conta com um aliado importante: a qualidade da cachaça paranaense.
“Sim, eu conheço pessoalmente a maioria dos produtores do Paraná e tenho muito orgulho do trabalho que eles vêm fazendo. Estão produzindo cachaças de excelente qualidade, ganhando prêmios, apresentando embalagens bem desenhadas e suando para pôr o produto no mercado”.

Os estandes da Cacharitiba (6 a 9 de outubro), localizados na Praça de Convivência, estarão abertos a partir de 8h, de quinta a domingo. Na quinta, sexta e sábado, fecham às 18h; no domingo, às 13h. A entrada é franca. O Mercado Municipal fica na Avenida Sete de Setembro, 1865, no Centro de Curitiba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu

Devotos em seu e-mail