Inicio / Destaques / Bendita Marvada – episódio mostra quem leva a cachaça do engenho à mesa

Bendita Marvada – episódio mostra quem leva a cachaça do engenho à mesa

Se a cachaça pode ser a marvada para quem não sabe beber com a devida moderação, ela é certamente muito bendita para quem trabalha com ela. Não é pouca gente. A estimativa é que a cachaça gere mais de 600 mil empregos diretos e indiretos (Sebrae, 2013). Bendita marvada!

Como sabemos, as estatísticas do setor não são tão rigorosas. Fala-se constantemente, por exemplo, em 30 mil alambiques espalhados pelo país, mas o IBGE contou 12 mil em pesquisa na década passada. E os produtores legalizados giram em torno de 1,5 mil, responsáveis por em torno de 4 mil marcas.

O que é certo é que existe um universo de canavieiros, transportadores, alambiqueiros, engenheiros agrônomos, químicos, técnicos agrícolas, envasadores, blenders, comerciantes e comerciários, bartenders, garçons, sommeliers, pesquisadores, consultores e até jornalistas que dedicam seu trabalho diariamente à cachaça e dela tiram seu sustento. Sem falar nos muitos diletantes que respiram cachaça todos os dias e se reúnem nos bares e confrarias espalhados pelo país. Todos esses personagens estarão no episódio desta sexta-feira da série Bendita Marvada, do canal Mais Globosat, mui propriamente batizado Do engenho à mesa.

“Faz diferença o jeito como cada um produz cachaça? Como ela chega até a mesa? Quem é responsável por isso?”: essas são algumas das perguntas que o episódio busca responder. Para isso, a produção entrevistou caras como Felipe Jannuzzi (Mapa da Cachaça), Leandro Batista (Butique da Cachaça e Cúpula da Cachaça) e Paulo Leite (Empório Sagarana) e a turma da Confraria Paulista da Cachaça.

Leandro Batista e suas caipirinhas estarão no Bendita Marvada
Leandro Batista: caipirinhas no Bendita Marvada

A ideia deste quarto episódio do Bendita Marvada – que terá 13 episódios e é uma produção da Reclame, com direção de John Porciúncula e apresentação de Arthur Veríssimo – é mostrar um pouco da longa cadeia de produção e criação de empregos diretos e indiretos da cachaça, uma turma que dá muito duro e trabalha com o que gosta. E, de quebra, lembrar que valorizar a cachaça também é defender o desenvolvimento econômico do Brasil.

O episódio vai ao ar às 21 horas pelo canal Mais Globosat (canais 44 e 544 na NET, Sky e Claro TV; 57 e 357 da Vivo TV, além do 67 e 535 da Oi TV, entre outros serviços, ou pelo Globosat Play. Mais informações sobre a série, aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu

Devotos em seu e-mail