Inicio / Destaques / Coluna do Agostinho: Um blend novo e um clube para nossa branquinha

Coluna do Agostinho: Um blend novo e um clube para nossa branquinha

Por Manoel Agostinho Lima Novo

Estarei com vocês nesse novo espaço de divulgação da nossa cachaça, contando um pouco das minhas andanças pelo universo da cachaça. Começo falando de uma nova cachaça e um novo grupo de cultuadores do destilado brasileiro.

Certo dia um amigo produtor de cachaças me falou que queria fazer um produto que fosse pouco amadeirado, delicado, com notas de especiarias e rapadura e com baixa acidez. Perguntei: o que você tem pra isto? Ele respondeu: “Todas as amostras de que você precisa”.

Vira a página.

Estava eu numa terça-feira em seu escritório com pipeta, proveta, seringa e, na minha frente, garrafas dede_la_vega_premium cada uma das cachaças do tal produtor: pura, amburana, bálsamo, carvalho e grápia. Eu sentia forte a empolgação de fazer mais um blend.

Às 17 horas, chamei todos do escritório para provarem o novo blend. Entre sorrisos e expressões de entusiasmo,pediram que a tornasse um pouco menos ácida. É pra já, e adicionei mais 35 ml de grápia. Nova rodada de provas e estava pronta aquela que seria a mais nova joia daquele produtor.

Mais alguns meses e era lançada a cachaça De La Vega.

***

Eu sempre tive o interesse de fazer parte de um grupo voltado para a cachaça que fosse aberto ao público, sem a ideia de Clube do Bolinha. Alguns amigos comungavam esta ideia comigo.

Certo dia, um amigo me convidou para desenhar com ele este grupo. Juntamos alguns de meus ex-alunos de cursos de cachaça e começamos a empreitada. Vieram sugestões de nomes e, rapidamente, este grupo já tinha identidade: nome, logomarca, registro no INPI e diretoria. Bastava agora uma sede.

Ai entra a cachaçaria Mangue Seco, no Centro do Rio de Janeiro. Tendo uma proximidade com a casa, visto que temos projetos em comum, o famoso Lavradio Imperial, ficou mais fácil para mim. O Mangue Seco abriu as portas para sediar, oferecendo todo tipo de parceria, ao CLUBE CARIOCA DA CACHAÇA, que utiliza o espaço para seus encontros mensais. O grupo está se tornando uma verdadeira irmandade, mas do tipo de agrega semanalmente novos adeptos. Todos são convidados a fazer parte deste clube. A única exigência é que você tenha mais de 18 anos e, óbvio, nutra um carinho especial pela nossa branquinha.

CCC

Um comentário

  1. Boa noite,sou da cachaçaria vilarejo,em conservatória,fabricamos a cachaça ouro e prata, além de rapaduras e licores,gostaria muito de ter seu contato( tel.)
    Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu

Devotos em seu e-mail